terça-feira, 9 de agosto de 2011

Quando o passado está presente

Inspirada na ótima reportagem de capa da última Donna (07.08.11), que falava sobre a onda retrô, venho escrever e mostrar aquilo que me encanta neste universo onde o passado é o protagonista.

Confesso que nunca me interessei muito por coisas antigas (nunca velhas, por favor!). Meu namorado (quase marido!), que me apresentou a esse mundo, que pode ter um cheirinho de mofo, mas é um charme só!

TV LG de tubo, pode ser transmitida em cores, preto e branco e sépia!

Ele adora tudo que é antigo, que tem história. E como curiosa e cabeça aberta que sou, isso me fascinou também. Como não amar objetos de decoração como aqueles telefones de parede, relógios cucos e despertadores que parecem ter saído de um filme preto e branco?

A adoração do Lucas (meu namorado) o levou a comprar uma F100 de mil novecentos e antigamente (como diria minha vó).  E sabe que gostei? Parece que a gente volta no tempo quando entra num carro destes. A sensação é de nostalgia, apesar de nunca ter andado num carro parecido. O barulho do motor, o arranque, a trepidação, até o cheiro é diferente.

Nossa F100!

Fico empolgada quando vejo geladeiras antigas reformadas e pintadas de vermelho, amarelo. E quando podemos comprar eletrodomésticos novinhos com visual retrô? Ótimo também. Tem até marca que é especialista em desenvolver produtos vintage!


No final das contas virei fã do retrô. Acho que tudo que tem história é mais bonito, mais interessante. Além de ser ecológico!


Nossa casa tem ladrilhos hidráulicos coloridos, móveis feitos com madeira reciclada, a porta de entrada foi achada jogada na beira da estrada, reformamos e está lá, imponente, tem móveis da minha vó, de leilão. Mas nossa casa tem também tv de plasma, tem cooktop, tem aspirador portátil. Coisas que só a modernidade e a tecnologia nos traz.


Não sou como o personagem do filme Meia noite em Paris, de Wood Allen, que gostaria de voltar aos anos 1920. Quero ficar aqui mesmo onde estou, com o charme e perfume do passado através de alguns objetos, mas com toda a mordomia que só os tempos de hoje nos proporciona.

2 comentários:

Trocando Figurinhass disse...

Esse estilo é lindo mesmo!! Adoro misturar o antigo com o moderno.
Beijos
Marcieli

http://trocandofigurinhass.blogspot.com

Natália Bohrer disse...

Eu também curto muito este mix, Marcieli!
Beijos